Ranking - Regulamento
I Exposição Nacional do Corriedale


Animais apresentaram qualidade

 

      O jurado ressaltou a qualidade dos animais que participaram da I Exposição Nacional do Corriedale, em São Grabriel, tanto na categoria a galpão, como na rústicos, e destacou o trabalho dos criadores que estão sabendo o que buscar dentro raça, para a sua maior valorização.


      Coube à Cabanha Santa Patrícia, de São Gabriel, de propriedade de Carlos Alberto Teixeira, a conquista do Grande Campeã por Pati 1623, tendo por cabanheiro Carlos Eduardo Teixeira, o jovem Dudu, que se disse recompensado pela sua dedicação ao animal e usando do bom humor, que Pati chegava a consumir parte de sua mesada e que se não fosse vencedora iria virar charque, brincou.


      O jurado Aluízio Azevedo destacou que a Grande Campeã estava com mais de 120 quilos, conservando a parte de lã, prenhe de gêmeos, entre outros aspectos interessantes, além do excelente ventre. “A cordeira que foi Reservada Grande Campeã, também sem comentários, ventre de exceção, assim como a terceira melhor. E na categoria das cordeiras meia lã, achamos as duas últimas mais intermediárias e dali para a frente detalhes as diferenciaram. Os expositores estão de parabéns”, concluiu Azevedo.


      O Grande Campeão foi Prestige de Boffil 1741, de propriedade de Pedro Roberto Boffil, que ao comentar a premiação, disse ter chegado a ela por amor e perseverança à raça, que sofreu um período de afastamento dos criadores em conseqüência a uma crise passada, “então o pessoal se voltou para outro tipo de animal e é bom que se aproximem de novo, é bom que os guris comecem a gostar de ovelhas”, disse Pedro elogiando a participação de Dudu.


      Sobre o julgamento dos animais rústicos, Azevedo disse ter encontrado na sequência dois lotes de cordeiras muito boas e outro com duas que são mercadoria destacadíssima, fazendo sua opção pelas de velo de primeiríssima e esqueleto realmente destacado para ser o lote campeão.


      Participando do evento, Rubén Echeverría, diretor de registros genealógicos da Associação Rural do Uruguai, disse que “temos uma raça muito positiva sobre seus produtos e acima de tudo sobre a gente que trabalha. No mundo tudo muda muito rapidamente e precisamos estar preparados para responder ao que ele pede, por isso estamos aqui acompanhando a exposição brasileira com o propósito de intercâmbio de nossas experiências, concluiu.
 

< Veja galeria de fotos >

por Fernando Vieira - Fernovi
Voltar para notícias

Publicidade








Associação Brasileira de Criadores de Corriedale, Todos os direitos reservados. © Copyright 2010
Fone (55) 3232 58 55 - Rua Coronel Sezefredo, 287 - São Gabriel - RS - CEP 97300-000 | Desenvolvido por Fernovi